Coral Simonton

O Ministério de Conjuntos e Corais teve seu expressivo começo no final da década de 40 e começo da década de 50, sendo que se pode destacar como o seu mais expressivo colaborador, o Presbítero Lázaro S. da Silva. Entre os vários regentes que deram impulso ao ministério podemos citar os nomes de Orionte G. Araújo e C. L. Oliveira, mais foi sob a regência do então Pastor da época, Rev. Ary B. Martins, que o coral intitulado Simonton – em homenagem ao pai do Presbiterianismo Brasileiro, o americano Ashbel Green Simonton – destacou-se e, se tornou um dos mais tradicionais da igreja. Isto fez impulsionar a mesma para a descoberta de talentos expressivos e de vozes que não deixam nada a dever para as maiores estrelas da música sacra e clássica da atualidade, mas com o diferencial de usar seus talentos para louvar e bendizer o nome excelsio de Cristo Jesus.

Coral Exodus

Após estes acontecimentos, no final da década de 80 e inicio da década de 90, um expressivo grupo de irmãos desejosos de cantar uma cantata de Natal se uniram. A partir deste momento, em 1992, chamado de Coral Êxodus e, oficializado pelo conselho da Igreja sob responsabilidade do pastor da época, Rev. João Campos Avilano, o qual teve um apoio decisivo no surgimento do coral do mesmo, estabeleceu-se desta forma, mais um novo integrante do Ministério Música da Igreja.

Conjunto Coral Novo Viver

Depois de todos os acontecimentos na área de Música da Igreja, irmãos como Presb. Rubens Bravo e Manasses Araújo, perceberem em um Acampamento a grande influência que a música fazia na vida das pessoas e, com o apoio da Igreja e do saudoso pastor da época, Rev. Ephigênio Alves de Oliveira, em julho de 1970, foi instituído o Conjunto Jovem que mais tarde veio a ser chamado Conjunto Novo Viver. O Coral Jovem Novo Viver, influenciava e até hoje influencia gerações de jovens que querem ter um compromisso voltado ao Ministério de Música para viver e pregar a palavra de forma cantada,testemunhada através de músicas jovem com valoroso impacto espiritual.

Coral infanto-juvenil Perfeito Louvor

Nos meados da década de 1990, o então pastor da época, Rev. Antônio Maspoli de Araújo, sentiu em seu coração o desejo de se desenvolver um coral especialmente voltado para área infanto-juvenil e estender o Ministério de Música para as crianças e juniores. Então, o Rev. Maspoli nomeou a irmã Marilena Garcia da Silva como responsável para cuidar do repertório musical e, convidar as crianças para o novo Coral, o qual aconteceu de forma imediata, pois as crianças da igreja e seus pais se dispuseram a trabalhar neste novo ministério com apoio de toda a igreja. Nascia então o Coral infanto-juvenil Perfeito Louvor.